Você ouve bem? 9 dicas para cuidar da audição

A exposição constante a sons altos pode causar diversos danos à saúde. A poluição sonora não afeta somente o ouvido em si.

Pessoas expostas a um ruído constante podem apresentar alterações no sono, estresse, síndrome de fadiga crônica, ansiedade, irritabilidade, falta de concentração, dor de cabeça, problemas de digestão, aumento nos batimentos cardíacos e, consequentemente, elevação da pressão sanguínea.

Limite de decibéis

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o nível seguro para audição humana é de 60 decibéis (db). Uma caixa acústica dos shows ou o seu fone de ouvido podem atingir até 120 db, muito acima do recomendado, que é de até 85 db. E nós observamos no cotidiano várias e várias pessoas com os fones no máximo, algo prejudicial à saúde mental e auditiva.

O barulho muito alto pode causar perda auditiva gradual e pode ter como sequela o famoso zumbido. Aproximadamente 35% das perdas de audição ocorrem por causa da exposição a sons intensos e quanto maior for a intensidade, maior a chance de desenvolver a surdez, mesmo que seja por um curto período.

A perda de audição relativa a essa exposição é cumulativa, ou seja, a capacidade auditiva não regride ao nível anterior, mesmo em indivíduos de pouca idade.

Cuidados com o ouvido!

A prevenção é fundamental para evitar grande parte desses problemas. Manter o equilíbrio e zelar pela saúde do corpo são essenciais. Em si tratando da saúde auditiva, aí vão 9 cuidados importantes no seu dia-a-dia:

  1. Evite exposição a ruídos por longo tempo. Caso você trabalhe com ruído contínuo, mesmo que baixo, utilize protetores auriculares;
  2. Mantenha uma alimentação saudável e pratique exercícios físicos para manter o bom funcionamento do organismo;
  3. Mantenha distância de caixas de som em shows ou baladas. Lembre-se que em eventos musicais o som pode chegar aos 120 decibéis, portanto evite a linha de som das caixas acústicas;
  4. Controle o volume dos games ou dos programas de TV, além do tempo de exposição a eles. O aumento da percepção sonora pode desencadear problemas auditivos e, em alguns casos, epilepsia;
  5. Mantenha um volume agradável quando ouvir música em fones de ouvido. Se possível, diminua o uso dos fones em casa e procure ouvir músicas em um volume razoável. Prefira usar fones de concha, pois eles distribuem melhor o som e prejudicam menos o ouvido;
  6. Quando o seu aparelho (smartphone, mp3, etc.) permitir, opte por reduzir os graves na equalização, sem amplificar os graves. Como a fonte sonora está muito próxima do canal auditivo, os graves podem provocar mais estresse nos receptores;
  7. Utilize protetores adequados ao praticar natação ou mergulho.
  8. Faça consultas regulares ao médico especialista e faça audiometrias anualmente;
  9. Dê silêncio aos seus ouvidos. Um descanso auditivo traz paz interior e alívio à mente.

Use os benefícios do seu plano de saúde e faça check-ups regulares. Aproveite para marcar uma consulta com o médico especialista na saúde auditiva, o otorrino, e faça os exames que ele solicitar com os descontos do plano. Se você ainda não tem um plano de saúde, pode falar com a gente!

Facebook Comments
%d blogueiros gostam disto: