Proteja-se de fraudes online com 6 dicas de segurança

O Brasil tem 116 milhões de usuários web, segundo uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Só em 2017, 62 milhões deles foram vítimas de cybercrimes Neste cenário, o que fazer para se protejer de fraudes online? Veja dicas de segurança para não cair em golpes praticados na internet.

As dicas também são um alerta para que cada usuário cuide da segurança de seus dados e da sua própria privacidade. Afinal, com tantas opções de publicação de conteúdo nas mais variadas redes sociais, seus dados, textos e fotos também podem ser utilizados por cybercriminosos para roubar sua identidade.

Simples mudanças de hábito podem fazer a diferença e evitar brechas. Portanto, fique atento ao que você escreve e divulga em seu perfil online, e evite se expor demais.

Brasil é o segundo país com maior prejuízo por crimes cibernéticos

1 – Crie senhas diferentes

Você usa uma senha para tudo? Este é um grande erro, uma vez que, se exposta, pode dar margem a perda de dados em vários serviços que você utiliza. Faça variações da sua senha preferencial com números, letras maiúsculas e outros caracteres.

Se você optar por repetir a senha em outro serviço, tente utilizar algo que não seja popular, como uma palavra simples ou uma sequência numérica de fácil assimilação – evite o 123456 ou a sua data de nascimento, por exemplo.

Existem na internet geradores de senhas, você também pode optar pelo uso delas. Neste caso, tente guardar a informação em algum lugar seguro – uma agenda ou bloco de notas que só você tenha acesso.

Outra dica é mudar frequentemente suas senhas e você pode ainda usar um aplicativo gerenciador de senhas para não se esquecer de nenhuma.

2 – Evite fornecer dados

Proteja-se de fraudes online com 6 dicas de segurança, segurança

Se algum telemarketing entrar em contato com você, não repasse e nem confirme informações pessoais ao atendente, a menos que seja algo que você tenha solicitado. Somente forneça seus dados quando tiver segurança de que podem ser informados para finalidades seguras.

A menos que você solicite um contato ou ligue para o número correto do atendimento de alguma empresa, não há como confirmar a veracidade da ligação. Portanto, desconfie quando receber qualquer ligação.

3 – Confira seus extratos e faturas

Checar seu extrato bancário ou extrato da fatura do cartão, ao menos uma vez por semana, ajuda a perceber se há alguma transação fraudulenta e permite tomar alguma medida em tempo hábil, antes que cause um dano maior, inclusive.

Fraudes com cartões de crédito são comuns. Caso perceba algo diferente, entre em contato com o banco ou a operadora do cartão.

O que fazer quando minha conta bancária for invadida?

4 – Evite enviar dados por e-mail

Mesmo que você utilize dispositivos seguros e cuide de suas senhas, os dados que você enviar por e-mail podem perder segurança quando enviadas a alguém que não tome as mesmas precauções.

Além disto, as mensagens que você deletar de sua caixa de entrada podem ficar armazenadas por algum tempo em servidores suscetíveis a ataques de hackers.

Proteja-se de fraudes online com 6 dicas de segurança, hacker

Escolha o envio de mensagens criptografadas para transmitir dados desse tipo e garantir sua privacidade.

5 – Atualize seus aplicativos

As novas versões dos aplicativos que você usa são disponibilizadas para corrigir falhas e tampar brechas de segurança. Por isso, quando lhe for solicitado, atualize os apps, seja no celular ou no computador.

Aplicativos desatualizados se tornam um risco e podem deixar seus dados expostos a hackers e vírus. A atualização também é uma forma de proteger suas informações e seu equipamento em si.

10 principais golpes praticados via WhatsApp em 2018

6 – Maneire na exposição em redes sociais

Verifique as configurações de privacidade das suas contas sociais. Saiba qual é o universo de pessoas que podem ver as suas atualizações: Seus amigos, seus melhores amigos, amigos de amigos ou o público.

Tudo que postamos nas redes sociais pode servir de material para hackers e fraudadores especializados em roubo de identidade. Desde suas fotos atuais, posts ou check-ins que revelam a sua localização, postagens em datas comemorativas, postagens no aniversário e fotos mais antigas são chamativos para quem quer se fazer passar por você ou descobrir os seus dados confidenciais.

O cuidado com a sua exposição é crucial. A privacidade é o seu direito de reservar informações pessoais e de sua própria vida. Qualquer roubo de dados pode lhe representar um prejuízo moral e material. Portanto, esteja seguro de qualquer envio de dados e siga as dicas deste post para minimizar as chances de um ataque e evitar que seus dados caiam nas mãos de golpistas.

Facebook Comments
%d blogueiros gostam disto: