Intercâmbio sem Seguro Viagem pode ser recusado

Antes de embarcar num intercâmbio cultural, você precisa conhecer as regras de saúde do seu país de destino. Isso porque você pode ter o sua viagem negada se não contratar um seguro. Essa é uma exigência de muitos países e programas de bolsas para estudar no exterior.

O intercambista deve contratar o Seguro Viagem Internacional para a sua estadia no estrangeiro. Dependendo do prazo de permanência, pode ser exigida até a contratação de um seguro saúde local, além do próprio seguro da viagem, devido a sua abrangência de cobertura.

Dessa forma, o estudante pode se deslocar para outros países durante a viagem, com a cobertura internacional. Saber as regras locais é importante até para fins de turismo, nos quais existem prazos limite de estadia sem a exigência do seguro saúde.

Dependendo do local escolhido para a sua viagem, seja a passeio, trabalho ou estudos, haverá ou não a obrigatoriedade da contratação do seguro local. Este é o caso da Alemanha, por exemplo, onde todos os residentes ou pessoas em trânsito devem ter o seguro saúde válido para cobrir despesas médicas ou atendimentos de emergência.

Como funciona o seguro viagem para intercâmbio?

Intercâmbio sem Seguro Viagem pode ser recusado, estudos

Estudar em outro país é algo que pode exigir um bom tempo de permanência. Para ter ideia, um MBA ou um mestrado no exterior pode fazer com que sua estadia mínima seja de um ano. As seguradoras oferecem a contratação do seguro com vigência maior, de acordo com a necessidade de estadia de cada segurado.

O seguro viagem convencional é pensado apenas para turismo ou negócios, com estadias de curta duração. Para o intercâmbio, é necessário que o seguro tenha cobertura de saúde para gastos médicos em todo o tempo da viagem, incluindo hospitalização, acidentes, doenças pré-existentes, gastos ortodônticos, ortopedia, fisioterapia e até mesmo doença psiquiátrica durante a estadia.

Além das coberturas mencionadas, o seguro também funciona em serviços de emergência em caso de regresso antecipado por hospitalização ou morte de familiar. A seguradora cobre gastos de translado do segurado que precise interromper o intercâmbio por um tempo superior a 5 dias.

Outra vantagem do Seguro Viagem é a cobertura das despesas de translado de um familiar, previamente estabelecido no seguro, caso o segurado seja hospitalizado por mais de 5 dias. E caso haja alguma ocorrência que o impeça de retornar da viagem na data estipulada, o seguro cobre até 10 dias de gastos com estadia.

O Seguro Viagem também cobre gastos com atrasos na entrega da bagagem, extravio, roubo ou dano. e ainda gastos de estadia por conta de atraso ou cancelamento do vôo.

Para onde eu vou?

Intercâmbio sem Seguro Viagem pode ser recusado, estudantes

O site ComparaOnline, especialista em comparar seguros e créditos, listou informações sobre a exigência dos principais destinos escolhidos pelos brasileiros para intercâmbio de estudos:

África do Sul: Para até 90 dias de permanência, não há exigência de comprovar o seguro médico. Acima desse período, a comprovação do seguro é obrigatória para todo o período de estudos.

Austrália: O sistema de saúde australiano conta com hospitais bem equipados e excelente atendimento. Porém o atendimento, mesmo de emergência, não é gratuito para visitantes. O país exige que o viajante contrate um seguro de saúde internacional com boa abrangência. Para estadias acima dos três meses, o estudante deve contratar a cobertura Overseas Student Health Cover (OSHC).

Canadá: Turistas devem pagar pelo atendimento de saúde. Estudantes devem cumprir um período de carência – de seis meses a 1 ano – antes de utilizar do sistema de saúde local. No Canadá, a saúde pública é muito eficiente. Mas para estadias mais curtas, o seguro médico para viagem deve ser contratado ainda no Brasil.

França: Estrangeiros podem se inscrever no Securité Sociale, o sistema local de saúde. Porem, há pre-requisitos e tempo de carência para utilização de alguns serviços e nem todos são gratuitos.

Inglaterra: Há uma taxa obrigatória para  usar o National Health Service (NHS). Estudantes com o visto Tier 4 General podem ter acesso a consultas, atendimentos, tratamentos e até medicamentos gratuitos. O visto Tier 4 é obrigatório para estadias acima dos seis meses.

Malta: É aconselhável ter o seguro médico pessoal. A rede médica é boa, mas pode ter capacidade limitada de atendimento. Turistas são cobrados pelo serviço médico.

Contrate o seguro da sua viagem

A ab. Corretora oferece assessoria total para você contratar o Seguro Viagem. Entre em contato por telefone – (31) 3088-6644 – ou WhatsApp – (31) 97118-6644 – e solicite uma cotação. Você também pode entrar no site www.araujobrazseguros.com e preencher o formulário do botão na página inicial, ou enviar um e-mail para [email protected].

Durante a cotação, você precisa informar ao corretor sobre o seu destino e as atividades que pretende fazer. Se for para um intercâmbio, solicite todas as coberturas e assistências para que seu período de estudos no estrangeiro esteja devidamente coberto pela apólice.

 

Facebook Comments
%d blogueiros gostam disto: