Atleta de fim de semana pode sofrer mais com lesões graves

Você é um adepto à pelada do fim de semana? Pratica algum esporte apenas no sábado ou domingo? Fique atento às reações do seu corpo, principalmente dores nos músculos, articulações e alterações na circulação e batimento cardíaco.

Lesões, até mesmo as mais graves, são passíveis de ocorrer em qualquer modalidade esportiva, e é muito comum vermos nos noticiários que um atleta de alto rendimento se machucou e desfalcou o seu time.

Mas o risco é ainda maior para aqueles que têm o hábito esportivo reduzido a uma prática semanal. O ideal para o corpo humano é se exercitar três vezes por semana e em dias alternados, ou seja, um dia de prática e outro de descanso.

Até mesmo uma caminhada de 30 minutos na manhã do sábado, sendo somente ela, pode levar ao desconforto muscular no mesmo dia ou no dia seguinte. O organismo precisa estar habituado a tal esforço, daí a recomendação da prática constante, alternada ao descanso.

E se você for começar agora?

Lesões em atletas de fim de semana, corrida

Para colocar em prática a dica dos três dias alternados, vá com calma. Comece com exercícios leves, e ao longo do tempo, vá aumentando a carga.

Por exemplo: Você resolveu caminhar na segunda, quarta e sexta-feira. Nos primeiros dias, 30 minutos na praça já parecem ser suficientes. Após duas semanas, aumente gradativamente o tempo até que sua caminhada dure por 40 minutos. Faça assim com o seu ritmo também: não adianta forçar o passo logo de cara!

Fato é que o risco de lesões sérias é mais alto em atletas considerados “de fins de semana”. Aquela pelada de quarta à noite, se for só ela na sua agenda, pense em fazer outro exercício em dias alternados. Dessa forma você reduzirá o risco de sofrer uma ruptura muscular ou até mesmo de ligamentos.

Lesões mais comuns

Contusão: escoriações decorrentes de pancadas, batidas ou quedas. O grau de impacto vai determinar se a contusão é leve, moderada ou grave.

Luxação: é o deslocamento da parte óssea em uma área de articulação. Pode ocorrer também a perda total do contato entre os ossos das articulações. A lesão mais comum deste caso ocorre nos ombros.

Tendinite: inflamação dos tendões, ou respostas a micro-traumas de um tendão, comum em esportistas que fazem esforço repetitivo. Na corrida, a ocorrência mais comum é a tendinite patelar, frequentemente causada pela falta de alongamento, falta de um trabalho muscular adequado ou ausência de orientação durante os treinamentos.

Entorse: Deslocamento súbito da articulação, que corre quando o movimento exigido supera a amplitude normal suportada. Entorses no joelho e no tornozelo são as mais comuns, porém em quedas as torções nos braços também são um risco. Dependendo da intensidade, podem ocorrer lesões de ligamento e até fraturas.

Distensão ou estiramento muscular: ruptura de fibras musculares ou do tecido fibroso do músculo. Normalmente é uma lesão causada por um grande esforço ou estresse no músculo afetado.

Lesões em atletas de fim de semana, alongamento

Ruptura de tendão ou ligamento: Para evitar romper os ligamentos, recomenda-se o fortalecimento muscular e alongamento. É uma lesão grave e muito frequente no joelho e no tornozelo. De todas as lesões, é a que pode te “deixar de molho” por mais tempo!

Fratura: Os atletas de alto nível ou os atletas ocasionais podem apresentar fraturas por estresse nos ossos. Praticantes ativos de exercícios físicos e pessoas sadias tem sua estrutura óssea mais densa e forte quando submetidos regularmente à prática esportiva e são menos sucetíveis a esse problema.

Lesões em atletas

Se um atleta profissional sobre com a carga alta de exercícios e treinos, o atleta de fim de semana sofre pela falta do condicionamento físico adequado. A fisioterapia é uma boa solução para prevenção de lesões. E ainda, uma consulta com o nutricionista pode lhe dar o cardápio certo para conciliar com sua rotina de treinos.

Deu ruim no futebol?

Lesões em atletas de fim de semana, articulações

Na caminhada? Na corrida? Procure orientação de profissionais de Educação Física, personal trainers ou instrutores, para uma prática adequada do esporte. Se acontecer alguma lesão, consulte um ortopedista pelo seu convênio.

Caso sinta fadiga excessiva ou note alguma alteração nos batimentos cardíacos, consulte um cardiologista ou um clínico geral. Busque orientações médicas para por em prática o seu plano de exercícios.

E é aquela história de um velho comercial: Caiu, bateu, machucou? Temque ser com o seu plano de saúde!

Araújo Braz Corretora de Seguros

Facebook Comments
%d blogueiros gostam disto: